sexta-feira, dezembro 04, 2009

Reflectir o céu



"A força não está no tumulto e barulho. Está na quietude. O lago precisa estar calmo, para reflectir o céu." Lettie Cowman

sábado, novembro 28, 2009

37 graus

Não por é acaso que o nosso corpo é quente.
Quente, para que aqueçamos outros mais frios.
Um abraço às vezes ajuda.

sábado, novembro 07, 2009

O maior tesouro é Deus

Para chegares a saborear tudo,
não queiras ter gosto em coisa alguma.

Para chegares a possuir tudo,
não queiras possuir coisa alguma.

Para chegares a ser tudo,
não queiras ser coisa alguma.

Para chegares a saber tudo,
não queiras saber coisa alguma.

Para chegares ao que não gostas,
hás de ir por onde não gostas.

Para chegares ao que não sabes,
hás de ir por onde não sabes.

Para vires ao que não possuis,
hás de ir por onde não possuis.

Para chegares ao que não és,
hás de ir por onde não és.


Modo de não impedir o tudo:
Quando reparas em alguma coisa,
deixas de arrojar-te ao tudo.

Porque para vir de todo ao tudo,
hás de negar-te de todo em tudo.

E quando vieres a tudo ter,
hás de tê-lo sem nada querer.

Porque se queres ter alguma coisa em tudo,
não tens puramente em Deus teu tesouro.


João da Cruz
(Frade Carmelita espanhol do século XVI)

terça-feira, outubro 06, 2009

Gotas de Outono

Choveu.
As flores não se recolheram
tristes.
Antes, esticaram os seus secos ramos
e as raízes
Para sorver cada gota,
cada doce gota
Que do céu
caía.

segunda-feira, julho 20, 2009

Lua cheia de Luz



A Igreja é como a lua. Não tem luz própria. A Luz exibe e resplandece a luz do sol. Maior é a intensidade do seu brilho quando está totalmente voltada para o sol. Quanto mais se volta para Deus, mais brilha a Igreja. Quanto mais próxima de Deus, mais Luz irradia. Das trevas resplandeceu a luz. Deus, O Sol da Justiça, já iluminou os nossos corações, para que a sua glória seja conhecida por todos.

"Quem é esta que aparece como a alva do dia, formosa como a lua, brilhante como o sol, formidável como um exército com bandeiras?" (Cantares 6:10)

terça-feira, junho 16, 2009

Paz d'alma

As notícias que se ouviam no rádio, tristes e deprimentes como sempre, enchiam o ar pesado, espelhavam as tonalidades decadentes da era. Resolveu sair. Sair para arejar. Sentir o ar fresco e caminhar um pouco no Jardim. O dia estava meio sombrio, enublado, não que estivesse muito frio, mas percebia-se que o tempo ia mudar. Um pingo fresco na cabeça - uma arrojada gotícula precipitou-se a anunciar chuva. Aflorou dentro dele, porém, um jorro intenso do brilho do Sol. Não era um mero sentir superficial e bafiento do momento. Era a sublime paz da alma que a melodia de domingo recordara:

"Esta paz que sinto em minha alma, não é porque tudo me vai bem. Esta paz que sinto em minha alma é porque eu amo a meu Senhor."


As flores estavam agora molhadas, mas limpas, luziam ainda mais para o céu carregado. A alma continuava serenamente pacificada. A inigualável paz divina que advinha do Amor maior, enchia o coração e o mundo.

quinta-feira, maio 21, 2009

Fale a Deus tudo

"Fale a Deus tudo o que vai em seu coração, como quem descarrega para um amigo todas as suas alegrias e dores. Conte-Lhe seus problemas, para que Ele possa confortá-lo; fale-lhe de suas alegrias, para que Ele possa moderá-las; conte-lhe seus anseios, para que Ele possa purificá-los; fale de suas antipatias, para que Ele o ajude a superá-las; fale de suas tentações, para que Ele possa protegê-lo delas; mostre-lhe as feridas de seu coração, para que Ele possa sará-las; exponha-lhe sua indiferença para com o bem, sua inclinação para o mal, sua instabilidade. Conte-lhe como o amor por si mesmo torna-o injusto com os outros, como a vaidade o tenta a ser insincero, e como o orgulho mascara o que você é realmente para si mesmo e para os outros.

Se você derramar dessa maneira, perante Ele, todas as suas fraquezas, necessidades e problemas, não haverá falta de assunto para a conversa. Você nunca conseguirá esgotar o assunto, pois ele está sempre se renovando. As pessoas que não têm segredos umas para as outras nunca ficam sem ter o que conversar. E elas não medem suas palavras, pois não há nada para ser guardado consigo; nem precisam estar a procurar coisas para dizer. Elas falam do que está cheio o coração; sem parar para ponderar, elas dizem o que pensam. Felizes são aqueles que conseguem atingir esse grau de familiaridade e de profundidade em sua comunhão com Deus."

François Fénelon
(Teólogo Católico Francês, do Séc. XVII)

segunda-feira, janeiro 26, 2009

A esperança é Deus

O apóstolo Paulo escrevendo aos crentes da Igreja em Roma remata a sua carta, em jeito de oração, pedido que Deus - O Deus de esperança - os enchesse de todo o gozo e paz e para que abundassem em esperança no poder do Espírito Santo (Romanos 15:13).
De facto, a verdadeira esperança relaciona-se pouco com a resolução e determinação humana de esperar coisas melhores pelo seu próprio esforço, mas antes com a fé e a confiança que depositamos em Deus. Ele é o objecto e o agente da esperança. Cremos nele, por isso podemos ter esperança. Com Deus podemos esperar coisas boas e melhores, não porque as vemos, mas sobretudo porque sabemos que Deus pode salvar, mudar, transformar e renovar todas as coisas. Esta expectativa em Deus, gera alegria, paz e esperança verdadeira, operadas pela acção poderosa do Espírito Santo.

Façamos nossas as palavras do Salmista: “Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança” (Salmo 62:5).

quarta-feira, janeiro 07, 2009

quinta-feira, dezembro 11, 2008

"Prostrando-se O adoraram"



Aqueles magos que vieram do Oriente quando contemplaram o recém-nascido Menino Jesus prostraram-se diante dele e O adoraram. Adoraram-no porque Ele era Deus (quem mais podia ser adorado? "Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás"). Adoraram-no porque estava ali o verdadeiro Rei, o Rei dos Reis, O Senhor dos senhores. Adoraram-no porque o Amor, a Justiça e a Paz tinham encarnado. A sua mãe Maria também lá estava, rendida e curvada; porque o único Salvador que ali se encontrava chama-se Jesus Cristo, o verdadeiro Deus. Vinde, prostremo-nos e adoremos também o Salvador Jesus.

"Toda a terra te adorará, e te cantará louvores, e cantará o teu nome." Salmo 66:4

terça-feira, novembro 11, 2008

O ar

Absorvi profundamente o ar fresco
daquele húmido amanhecer,
resto de Outono.
E sorri.
Na paz envolvente da manhã,
sorri.
Era o espelho da minha.
O ar quente do teu falar.
O teu sorrir.

domingo, novembro 09, 2008

A virtude e santidade pertencem a Deus

"E, quando Pedro viu isto, disse ao povo: Varões israelitas, por que vos maravilhais disto? Ou, por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos andar este homem?"
Atos 3:12

terça-feira, outubro 28, 2008

Descobrir a Vida


O conhecimento acerca da vida não está acima da própria vida, como descobriu o Homem ridículo que teve um sonho, de Fiódor Dostoiévski. Ele não se conformava com os homens que se consideravam omniscientes, conhecendo tudo acerca da vida, mas que procediam erradamente com o seu próximo. Ele não queria acreditar que “a maldade fosse o estado normal da humanidade”. A verdadeira ciência da vida encontra-se na própria vida que se vive. A vida vivida é sempre mais importante do que qualquer conceito, noção ou tese filosófica que se possa ter acerca dela. Se a maior loucura da vida é não a viver, por outro lado a maior sensatez da vida é encontrar-se com ela. Descobrir a Vida e vivê-la.

Foto recolhida aqui.

sábado, outubro 11, 2008

A Folha Outonal

A folha seca, de tons amarelo acastanhados, desprendeu-se do longo ramo da árvore e caiu. Foi-se com as primeiras gotas das primeiras chuvas do Outono. Ela era uma lembrança que um dia todas as folhas também cairão. Todas as coisas fenecerão.
Contudo, este rompimento final da vida não foi mau – nem sequer foi final. Se atentarmos melhor, iremos verificar que a folha seca, de tons amarelo acastanhados, afinal não caiu na terra molhada. Com a brisa fresca do vento, ela voou. Navegou rumo ao céu sorridente que a aguardava. Nas grossas gotas da chuva Outonal que a folha carregava, luzia um pequeno, mas fogoso raio de sol alaranjado que por entre as nuvens do fim do dia, espreitava.
“Bem-vinda”, ouviu-se então.

quarta-feira, outubro 08, 2008

O Caminho do Jardim

Se não percorresse vagarosamente o caminho perfumado do Jardim, como poderia ele calcorrear a íngreme e agitada rua esburacada?

sábado, outubro 04, 2008

Hora tranquila



Se para mais nada servisse, este blogue é um convite à pausa. Sei da recorrência do tema aqui, mas importa fazê-lo. Mergulhar nas profundezas do silêncio, reencontrando Deus e a nós próprios. Em meio à correria louca destes tempos agitados, urge assentar. Como Maria que permaneceu aos pés de Jesus, ouvindo a Palavra do Mestre. Escolhendo ouvir, crescia. Contemplando-O, enxergava-se. Parar para contemplar O criador, meditando no seu amor, graça e poder. Tranquilizar e aquietar a alma nele. Elias igualmente descobriu que Deus está, não só no fogo e nos ruidosos milagres, mas também na voz mansa e delicada do Senhor. Ouvindo-a, Elias levantou-se e avançou fortalecido.

Certamente que continuarei a escrevinhar sobre silêncio - eu preciso muito ouvir essa doce e meiga Voz - escrevo para mim. Sobretudo para mim.

terça-feira, setembro 30, 2008

O Bom Pastor

Quando uma ovelha cai num poço, o pastor do rebanho vai abandoná-la? Muito menos o bom Pastor da nossa alma, que conhece melhor do que ninguém as suas ovelhas, o fará.